NAVE – NÚCLEO ASSISTENCIAL VELEIRO DA ESPERANÇA

Minas Gerais

Mais entidades de Minas Gerais

Arrecadado 0% da meta
0% Completo
Valor da doação
R$ /mês

O NAVE, Núcleo Assistencial Veleiro da Esperança é uma OSC, sem fins lucrativos que tem como finalidade a promoção de atividades de relevância pública e social a partir da defesa e a garantia de direitos de mulheres e meninas em situação de violência intrafamiliar e/ou social promovendo, por intermédio de um processo de acolhimento de assistência, a autonomia e emancipação social (em especial mulheres e crianças vitimas de abuso sexual) através de projetos interdisciplinares onde, o fortalecimento de vinculo, economia solidária são alguns deles. O NAVE já atendeu nestes 35 anos mais 48000 pessoas

Nossa localização

Estamos situados na região do Bairro Ana Lúcia, à Rua Diana 299 ao lado do Barraginha, esta última composta de cinco vilas pertencente ao município histórico de Sabará, mas, no entanto, localizada em área limítrofe a Belo Horizonte, Minas Gerais. O Barraginha é uma área de grande violência.

Locais de atendimentos e abrangência do NAVE

Atendemos as regiões de Castanheiras (Sabará) onde, a situação é de extrema vulnerabilidade, bem com a região do Barraginha (Sabará). Além disso, realizamos atendimentos a outros 7 municípios (Belo Horizonte, Betim, Contagem, Nova União, Santa Luiza, Caeté e Nova Lima) com a previsão de ampliar o atendimento a nível regional.

São ao todo duzentas e cinquenta (250) pessoas/mês atendidas diretamente, e seiscentas (600) de forma indireta.

MISSÃO

Ser referência por meio da implantação do Projeto Casa Amar (modelo inexistente no Brasil), uma Ecovila que visa a formação consciente do sujeito dentro de cada mulher e menina através do seu período de acolhimento temporário.

VALORES

Possibilitar o emponderamento de mulheres em situação de violência e garantir a proteção dos direitos das mesmas e das meninas em condições idênticas, por meio de ações interdisciplinares e de acolhimento, alcançando, assim, a Ação Circular (da condição de atendida para atendedora) por meio da gratidão.